As vendas de e-commerce no Brasil aumentaram 13,4% no terceiro trimestre ante ano anterior, mostrou o indicador SpendingPulse da Mastercard na segunda-feira (4).

O setor que mais se destacou no período foi o de eletrônicos, que apresentou crescimento de 18,3%, seguido pelo de móveis, que subiu 17,5%, apontou a Mastercard.

As vendas online do setor farmacêutico avançaram 13% no trimestre, enquanto o setor de vestuário cresceu 8,1%, em comparação com mesmo período de 2018.

A redução da taxa de desemprego e a melhoria da renda familiar foram fatores que ajudaram a aumentar as vendas, afirmou à Reuters César Fukushima, diretor de análise avançada da Mastercard no Brasil, citando também o aumento do crédito para pessoas físicas e a estabilidade da inflação.

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de e-commerce no Brasil aumentaram 13,4% no terceiro trimestre ante ano anterior, mostrou o indicador SpendingPulse da Mastercard nesta segunda-feira.

O setor que mais se destacou no período foi o de eletrônicos, que apresentou crescimento de 18,3%, seguido pelo de móveis, que subiu 17,5%, apontou a Mastercard.

As vendas online do setor farmacêutico avançaram 13% no trimestre, enquanto o setor de vestuário cresceu 8,1%, em comparação com mesmo período de 2018.

A redução da taxa de desemprego e a melhoria da renda familiar foram fatores que ajudaram a aumentar as vendas, afirmou César Fukushima, diretor de análise avançada da Mastercard no Brasil, citando também o aumento do crédito para pessoas físicas e a estabilidade da inflação.