A Black Friday é um dos momentos mais esperados pelos lojistas e comerciantes do meio. No período, as compras crescem em valores astronômicos.

Em 2018, por exemplo, uma pesquisa realizada pelo site Black-Friday.global indicou que os números de vendas subiram mais de 800% em relação a um dia comum. Com isso, torna-se evidente que aproveitar essa época do ano para aumentar a comercialização na sua empresa é imprescindível.

Sabendo disso, separamos aqui 8 dicas para aumentar as conversões do seu E-commerce na Black Friday. Acompanhe!

Os números do E-commerce

Graças à popularização e democratização da internet, já se tornou fato que a maioria dos consumidores sabe que as compras online costumam trazer valores mais vantajosos. Durante a Black Friday isso se torna ainda mais evidente, já que 82% do público opta pela compra digital no período.

Com base nisso, é notório que estratégias se fazem necessárias para destacar seu E-Commerce dentro de tantos outros. Desde uma estrutura de servidor adequado para aguentar a grande quantidade de acessos até cálculos promocionais para atrair os consumidores. Tudo deve ser pensado previamente para certificar o sucesso no período.

A Black Friday é uma grande oportunidade para o aumento das vendas, no entanto, se não for bem organizada, pode sabotar o futuro do negócio. Sendo assim, faz-se necessário investir todas as fichas para que a campanha traga bons frutos e aumente a cartela de clientes da empresa.

Identidade Visual para a Black Friday

Pode parecer supérfluo em um primeiro momento, mas é inexorável que uma identidade visual forte e bem construída é essencial para atrair atenção.

Não são poucas as pesquisas que comprovam que um usuário de internet ativo só faz a leitura de um texto se ele vier acompanhado de uma mídia.

Tratando-se de Black Friday, a importância de uma identidade visual bem fundamentada é ainda maior, já que os consumidores estão sendo bombardeados constantemente com anúncios de diferentes empresas.

Percepção

Ademais, é essencial que o comprador perceba que seu E-Commerce está fazendo parte da campanha de descontos. Para isso, nada melhor que uma landing page bem construída e anúncios explícitos.

Também é válido ressaltar que a Black Friday trata-se de uma campanha de cunho apelativo, que promete descontos fora do comum.

Dessa forma, cores chamativas e key-words como “desconto”, “promoção” e porcentagens acima de 50% são elementos de alto desempenho no período.

Gatilhos mentais, como um contador mostrando o tempo faltante para encerramento da campanha também são bastante úteis. Com eles, o cliente foca na agilidade de compra e a conversão torna-se mais rápida e eficaz.

Planejamento prévio da precificação

Ao passo que alguns comerciantes esperam o ano todo pela Black Friday, outros temem o período por medo de prejuízo com a baixa dos preços. Sendo assim, não são poucos os que optam por tentar enganar o consumidor com preços normais.

No entanto, é indubitável que com o constante crescimento de consumidores de E-Commerce, a propagação desse tipo de “truque” também se tornou comum.

Atualmente, existem até mesmo sites especializados em comparar preços antes e depois da Black Friday. Neles, os compradores podem verificar qual estabelecimento realmente baixou os preços para a campanha e qual está fazendo uso dessas artimanhas.

Sendo assim, é preciso entender um ponto chave: os lucros da campanha se fazem pela alta quantidade de vendas e não pelo preço de cada produto.

Ou seja, é necessário focar na criação de preços menores, que atrairão um alto número de consumidores e construírão a renda da campanha.

Neste momento, torna-se essencial a garantia de um estoque bem estruturado. Sem ele, a venda pode ser concluída, mas o atraso na entrega ocorrerá, o que implica diretamente na satisfação do cliente.

Criação de pacotes para venda

Se o lucro na campanha acontece pelo alto número de vendas, é evidente que o objetivo do dono de E-Commerce deve ser fazer com que seus consumidores adquiram mais de um produto.

Para isso, a criação de pacotes para venda é uma estratégia útil e de alto desempenho. Isso porque, a partir do momento em que o comprador se identifica com o preço de um produto, isso acionará um gatilho em sua cabeça que impulsionará a compra de outros também.

Criar pacotes que incluam produtos chave junto com outros da mesma categoria têm lucro garantido. Uma boa dica para eletroeletrônicos é incluir um smartphone, por exemplo, com acessórios que se encaixam a ele, como fones de ouvido sem fio ou carregador portátil.

Quando o comprador verifica a existência do pacote, percebe que será mais vantajoso adquirir seu produto chave com equipamentos úteis a ele. Dessa forma, com uma simples ação orgânica é concretizada a venda de dois produtos diferentes.

Outra boa estratégia é incluir dois produtos iguais em um pacote, por exemplo. Assim, aqueles consumidores que estão buscando comprar algo para si e para outra pessoa também encontrarão vantagem no seu serviço.

Promoções relacionadas ao frete

É cena comum para os frequentes consumidores de E-Commerce encontrar um produto com bom preço, mas com um frete maior que o investimento da compra.

Isso, na grande maioria das vezes, implica na não concretização da negociação e na perda do cliente. Segundo uma pesquisa realizada pelo Business Insider, o frete é o principal responsável pela desistência de compra por consumidores de e-commerce.

Dessa forma, é necessário buscar um meio de incluir o frete nas promoções e baixar também seu preço. Caso faça o envio por uma transportadora privada, pode-se solicitar uma diminuição das taxas no período, já que o aumento do pedido será evidente.

Frete grátis

Oferecer frete grátis é sempre eficaz na conversão de clientes, no entanto, é necessário fazer uma análise prévia para verificar se essa ação não trará prejuízo à loja.

Caso deseje oferecer essa comodidade, estabelecer um valor mínimo de compra para recebimento do benefício é uma boa dica.

Na maior parte dos casos, um frete reduzido na compra de vários produtos já é suficiente para garantir a preferência do consumidor.

Porém, também é preciso estabelecer um valor máximo, para que o cliente que deseja adquirir apenas um item não desista da sua compra.

Também é válido fazer um estudo prévio e, conforme a expectativa de compra, estabelecer um frete fixo.

Segundo a especialista Ana Szasz, os consumidores da Black Friday não estão mais apenas concentrados no Sudeste brasileiro, como no passado. Agora, eles são muitos e espalhados por todas as regiões do país.

Sendo assim, um frete fixo para cada região pode ser útil. Dessa maneira é possível cobrar valores adequados e não correr o risco de pagar pela venda.

Eliminação de pontos de fuga na plataforma

Tratando-se de conversão na Black Friday, é preciso entender como funciona a compra no período.

Os consumidores são separados em diferentes grupos, que vão desde aqueles que fazem um planejamento prévio para data até aqueles que compram pelo impulso do baixo preço.

Para ambos os perfis, é necessário que a plataforma de venda seja estruturada de uma forma que direcione para compra.

Isso pode ser feito através de gatilhos, com um Call to Action escrito no lugar certo e um botão para finalização bem visível.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Americano Forrester Research, 11% dos consumidores que abandonam seu carrinho, o fazem por dificuldades no fechamento da compra.

Isso, por si só, já evidencia a importância da organização da sua plataforma. Por exemplo, se o cliente já optou pela compra de um kit, é desnecessário continuar mostrando anúncios de produtos individuais.

Quando o cliente já está decidido de qual produto levar, continuar distraindo-o com outros é um grande erro. Uma venda que já estava garantida pode ser perdida por um simples erro de design.

A plataforma deve direcionar para a compra e evitar distrações. Reduzir o número de formulários é uma ótima estratégia, pois possibilita a parte burocrática apenas no fim da venda, quando as chances do consumidor desistir são menores.

Anúncios em mídias sociais que direcionam para a venda

Que os anúncios nas mídias sociais e e-mail marketing são essenciais é indubitável. No entanto, tratando-se de conversão, é necessário que eles realizem também o processo de funil de vendas e não apenas divulgação.

Através do estudo do público-alvo e uma análise do seu tráfego utilizando o algoritmo, é possível identificar qual produto já foi acessado pelo consumidor em outro momento.

Com isso, pode-se programar anúncios diretamente daquele item, que serão vistos pelo usuário que já tinha um interesse prévio. Essa ação eleva as chances de conversão, já que une o preço promocional com a atração anterior.

Ademais, também é interessante que os anúncios levem diretamente para a tela de compra. Isso evita a dispersão do consumidor, que já possui um histórico de desistência de compra.

Também é efetivo realizar um marketing prévio da loja e da campanha. Dessa forma, os possíveis compradores já saberão que encontrarão bons preços em sua plataforma e se direcionarão a ela no momento da Black Friday.

É fundamental dizer que toda e qualquer peça de divulgação deve linkar com a plataforma de vendas. Caso um possível cliente goste de um produto, mas não encontre a página onde comprá-lo, dificilmente gastará tempo em sair à procura dela sozinho.

Invista em divulgação da segurança dos seus serviços

A Black Friday é o período do ano com mais incidência em relação a vendas fraudulentas. Em 2018, o ramo dos eletroeletrônicos teve um índice de 11% de tentativas de fraudes nas vendas do meio.

Sabendo disso, o foco dos consumidores muitas vezes é maior na segurança do que no preço do produto.

Isso significa que, se o item de uma plataforma que apresenta sinais de confiabilidade estiver 50 reais mais caro que em uma sem os sinais, a compra será realizada na primeira.

Com base nesses fatos, é preciso apresentar ao cliente, além dos selos de segurança, um meio que o faça sentir que a comunicação entre ele e a plataforma é eficaz. Um chatbot, por exemplo, é excelente para essa finalidade.

Através dele o cliente pode ser acompanhado durante sua compra e ser impactado com um call to action a cada nova etapa.

Ademais, também é interessante estar atento a plataformas como o Reclame Aqui e responder todas as queixas. Isso implica em um bom posicionamento no ranking desses sites, que costumam ser sempre conferidos pelos consumidores antes da compra.

Sites com boa estrutura finalizam mais vendas

Quem já participou da Black Friday como consumidor sabe o quanto os sites podem se tornar caóticos durante a campanha.

A maioria das plataformas não tem a estrutura necessária para comportar as visitas e continuar realizando as vendas. Dessa forma, com o repentino crescimento dos acessos, os sites costumam cair.

Infelizmente, não ter uma estrutura de servidor em níveis elevados implica diretamente na conversão em vendas.

Suponha que um consumidor está analisando um produto, gosta dele e o coloca no carrinho de compras. No entanto, na hora de finalizar a compra, a plataforma cai e demora cinco minutos até voltar ao ar.

É muito provável que durante esse período de tempo o comprador tenha procurado outros sites que contenham o mesmo produto. Caso encontre em um valor mais baixo ou semelhante ao inicial, comprará no segundo site e nem mesmo retomará o acesso ao primeiro.

Além disso, terá em mente que a plataforma inicial é inconstante, não voltando em outro momento para outras compras.

Com base nisso, é de suma importância que o site de E-Commerce esteja preparado para concluir quantas vendas sejam necessárias ao mesmo tempo. Isso necessitará de certo investimento, no entanto, resultará em mais lucro e uma experiência de compra agradável.

Esse conforto implicará também em um pós-venda, também útil ao comerciante. O cliente que conheceu a loja através da Black Friday e teve sucesso em sua primeira compra voltará para outras e recomendará a seus colegas.

A Black Friday é esperada durante todo o ano pelos consumidores e vendedores. Além de ser um ótimo momento para aumento de lucros, ela oferece a oportunidade de atingir novos horizontes com seu negócio.

Sendo assim, elabore um planejamento prévio organizado e boas vendas!